Sesi aposta em parceira com ABIH para expansão de projetos sociais

26 abr

Por Larissa D`Almeida

Jair Meneghelli, presidente do Sesi de Brasília

O presidente do Sesi de Brasília, Jair Meneghelli, esteve presente na 26° Encatho e, em reunião da ABIH-Nacional, propôs parceria para a implementação na rede hoteleira de dois projetos desenvolvidos pelo Sesi: o ViraVida, programa que oferece capacitação profissional a jovens vítimas de exploração sexual; e o Cozinha Brasil, que visa reduzir o desperdício, com foco na educação alimentar e no aproveitamento integral dos alimentos.

O projeto ViraVida é uma iniciativa do Sesi que começou em Fortaleza, onde há altos índices de exploração sexual infantil, porém segundo Meneghelli, o problema abrange todo o país, sendo mais visível no Nordeste. O ViraVida acolhe os jovens vítimas de exploração sexual e assegura sua inserção no mercado de trabalho, dentre os quais os meios de hospedagem.

O objetivo da parceria é fazer campanhas contra o turismo sexual em todos os hotéis filiados à ABIH. Segundo o presidente do Sesi, é preciso redobrar os esforços especialmente durante a Copa de 2014. “O Mundial da África do Sul resultou em um aumento de 40% da prostiuição; o Brasil tem forte apelo sexual no mundo e precisa unir esforços para combater esse tipo de turismo”, declarou.

Combate ao desperdício

Já o Cozinha Brasil é um programa educacional que tem como objetivo reduzir o desperdício alimentar que, atualmente, chega à 40% segundo pesquisa do IBGE. O programa, que começou em 2004, conscientiza a propulação sobre educação nutricional. Segundo o executivo, o Cozinha Brasil foi apresentado ao prefeito de Milão, na Itália, que estará em reunião com Meneghelli no próximo dia 16/05 para discutir a aplicação do projeto nas escolas da cidade italiana, que pretende reduzir os 70% de disperdício atuais nas merendas.

Meneghelli quer alcançar os hoteleiros com o programa de educação alimentar e apresentou o projeto à ABIH-Nacional. “Além de ajudar o hoteleiro a reduzir custo minimizando o desperdício, o Cozinha Brasil pode ser um diferencial no empreendimento. Muitos hóspedes não utilizam o restaurante do hotel em que estão, mas se for oferecido um prato balanceado, por exemplo, específico para diabéticos ou hipertensos, será atraente”, concluiu.

Matéria publicada no site: http://mercadoeeventos.com.br/site/noticias/view/83968

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: