Arquivo | Uncategorized RSS feed for this section

Apaixone-se por Sergipe

28 out

FT391_Sergipe

Anúncios

Vende-se a Rua da Carioca

30 ago

Dona de 42 imóveis, entre eles o Bar Luiz e a Guitarra de Prata, ordem religiosa notificou inquilinos de que só fechará negócio em lote e por R$ 54 milhões. Comércio vai recorrer

Rio – Ilustres e tradicionais inquilinos dos sobrados do lado esquerdo da Rua da Carioca, tombada pelo patrimônio estadual desde 1982, estão ameaçados de despejo.

Proprietária dos 42 imóveis, a Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, anunciou a venda do lote por mais de R$ 54 milhões e notificou os ocupantes.

A decisão pode significar o fim de estabelecimentos como o Bar Luiz e a centenária loja de instrumentos Guitarra de Prata. A dona dos imóveis, no entanto, ignorou a exigência de notificar o órgão que tombou os sobrados, o Inepac, que vai investigar o caso.

Todo o lado esquerdo da Rua da Carioca, com seus sobrados tombados pelo Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural, está ameaçado | Foto: Alessandro Costa / Agência O Dia

Há mais de 40 anos no endereço, José Palácios, da Mariu’s Sport, está apreensivo. “Estamos há tantos anos pagando o aluguel. A notícia é de estremecer”, reclamou.

Conforme o documento de notificação, o motivo da venda em lote seria a urgência para quitar dívidas “fiscais, tributárias, previdenciárias e bancárias”. A Ordem ainda alega que precisa do dinheiro para continuar atividades do hospital que administra.

Para Afrânio Capetine, gerente da Guitarra de Prata, loja há mais de 125 anos no local, a falta de informação gera insegurança. “Não sabemos o que vai acontecer, se vamos ter que brigar judicialmente. A situação é instável”, ponderou Capetine.

Há 125 anos no endereço, Guitarra de Prata foi notificada da venda | Foto: Alessandro Costa / Agência O Dia

O presidente da Sociedade dos Amigos da Rua da Carioca, Roberto Cury, convocou reunião com os inquilinos, que querem o direito de cada comerciante comprar sua loja individualmente: “Se um comprador só levar o lote todo, fará o que quiser. Queremos evitar que acabem com a identidade da rua”.

Segundo o presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, Washington Fajardo, o interesse da prefeitura é manter a originalidade da Rua da Carioca. Ele crê que a venda em lote poderá ocasionar o aumento dos aluguéis, hoje entre R$ 7 mil e R$ 16 mil: “O modelo da venda é equivocado e o objetivo é o lucro rápido”.

O Bar Luiz, de 87 anos, está na lista da Ordem, mas não recebeu a notificação. Isso deverá ser usado como argumento pelo comércio para anular o processo.

Antiga dona de cerca de 1.200 imóveis, a Ordem tem hoje 300. O Cine Íris, também na Rua da Carioca, foi vendido há 15 anos.

Esta matéria está publicada no link: http://odia.ig.com.br/portal/rio/vende-se-a-rua-da-carioca-1.482647

Sindetur-RJ e Britannia fecham parceria para criação do Come Aboard

11 jul

Aldo Siviero e José Roberto Vasconcelos no lançamento do Come Aboard

Visando qualificar e capacitar mão de obra para o mercado turístico, com foco no público dos grandes eventos, como a Copa do Mundo e Olimpíadas, o Sindetur-RJ, em parceria com o curso de inglês Britannia, desenvolveu o Come Aboard, um curso de inglês voltado para treinamento de profissionais do turismo.

O projeto foi lançado nesta quarta-feira, (11), em um coquetel na sede do Sindetur-RJ e contou com a presença de representantes do trade e órgãos públicos. Entre os presentes, Aldo Siviero, presidente da Sindetur-RJ; José Roberto Vasconcelos, CEO da Britannia; Carlos Alberto Ferreira e Luiz Eduardo Ferreira, diretores da Ancoradouro; Ilda Brito, diretora da Abeoc-RJ; Alexandre Sampaio, presidente da FBHA e Maria Rosalina B. Gonçalves, presidente da Sintur-RJ, entre outros.

José Roberto Vasconcelos, CEO da Britannia (canto dir.) e equipe do curso de inglês

De acordo com Siviero, o curso é uma iniciativa do trade para proporcionar apredizado rápido e direcionado. “Ainda não estamos preparados para receber os estrangeiros”, disse Siviero, ressaltando a importância para o empresário de qualificar o funcionário. “O curso será bom para toda cadeia: o empresário capacita a equipe, o funcionário aprende um idioma e os órgãos públicos fortalecem a imagem do Rio de Janeiro”, declarou.

Para Vasconcelos, o objetivo do curso é promover um treinamento funcional e permitir que o participante seja capaz de realizar um atendimento em situações específicas. “O Britannia não se propõe a fazer milagre, mas garantimos que os profissionais vão conseguir desenvolver um vocabulário em inglês que o capacitará para receber o turista”, concluiu.

O curso – O Come Aboard é dividido em dois módulos com duração de 4 meses e meio cada. Os cursos serão ministrados na sede da Sindetur-RJ e nas filiais do Britannia. Cada módulo terá carga horária de 36h e as turmas começarão com, no mínimo, 10 alunos e fecharão com 20 estudantes, no máximo.

Serviço:
Come Aboard
R$ 160 (em 10 parcelas) – para associados ao Sindetur
R$ 230 (em 10 parcelas) – para não associados ao Sindetur

Mais informações:
www.britannia.com.br
www.sindetur-rj.com.br

Matéria publicada no site:
http://mercadoeeventos.com.br/site/noticias/view/86439

MTur lança “Passaporte Verde” no Rio de Janeiro

2 jun

Gastão Vieira, Achim Steiner, Izabella Teixeira, Carlos Minc e Pedro Guimarães

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira e o diretor executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA),Achim Steiner, estiveram presentes hoje, (02/06), no Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, para o lançamento do “Passaporte Verde: Turismo Sustentável por um Planeta Vivo”, programa global que pretende incentivar o comportamento sustentável do turista em viagens de lazer. Também compareceram o secretário estadual de meio ambiente do Rio de Janeiro, Carlos Minc e o secretário municipal de Turismo, Pedro Guimarães.

O projeto ainda conta com a participação de mais 20 países e o Brasil foi escolhido para sediar o plano-piloto na cidade de Paraty (RJ), onde já se iniciaram ações de promoção para um turismo sustentável com o trade local, começando pela gastronomia, onde os restaurantes serão incentivados a adquirirem produtos da agricultura familiar, da produção rural e pesca artesanal.

Segundo Gastão Vieira, o MTur vai massificar a campanha

Divulgação e novos investimentos

Para atingir o turista estrangeiro e brasileiro, a campanha será divulgada através de vídeos educativos, peças para TV e rádio, fanpage na internet, guias educativos, além do site oficial que entrou no ar na ocasião do lançamento do projeto. Segundo Steiner, a cada ano, 900 milhões de pessoas viajam pelo mundo, causando muito impacto ambiental, por isso, “a campanha pretende facilitar informações ao turista, para que ele faça escolhas mais conscientes”, explicou. Steiner também agradeceu o suporte do governo brasileiro e acredita no surgimento de uma nova economia. “Temos uma perspectiva de uma economia mais verde, inclusiva e sustentável”, finalizou.

Minc anunciou que a meta da secretaria é a criação de uma UPP ambiental nos parques estaduais, além de aumentar em quatro vezes o número de visitantes nesses locais. “Precisamos criar mais parques estaduais e reforçar a segurança, além de criar centros de visitantes, de pesquisadores, festivais de inverno e verão para atrair o turista”, pontuou. O secretário também comunicou o investimento de cerca de R$ 40 milhões para solucionar problemas de saneamento em Paraty. “Queremos que Paraty seja um modelo de patrimônio cultural, arquitetônico e histórico”, concluiu.

Cerca de 100 mil exemplares serão distribuídos, divulgando sugestões de roteiros em 65 destinos no Brasil


Redução de custos para hotéis e Casarão da Bossa Nova

Para o secretário municipal de Turismo, Pedro Guimarães, “o Rio de Janeiro está pronto para receber grandes eventos como a Rio + 20”, celebrou. De acordo com Gastão Vieira, o Ministério do Turismo pretende conseguir financiamento do Prodetur para obras de saneamento em diversos destinos com grande fluxo de visitantes. Além disso, o ministro informou que o Passaporte Verde estará em aeronaves e centros de informações. “O MTur vai massificar essa campanha”. Vieira também comunicou que vai discutir com o Ministério de Minas e Energia a redução dos custos nos hotéis. “Atualmente os hoteleiros pagam como industriais. Vamos tentar reduzir o custo e, quem sabe, substituir por energias alternativas”, disse.

Cerca de 100 mil exemplares do passaporte serão distribuídos e, segundo Vieira, sugestões de roteiros sustentáveis serão divulgados em 65 destinos no Brasil e mais outras dez cidades que não serão sedes da Copa 2014. “Diversos estabelecimentos serão cadastrados e sugeridos para o turista”, informou. O ministro destacou outros destinos importantes a serem incluídos como o Parque Nacional de Foz do Iguaçu, a Serra da Capivara, os Lençóis Maranhenses, a cidade de Bonito e a Chapada dos Guimarães. Ainda declarou que deseja criar, no Rio de Janeiro, o “Casarão da Bossa Nova”, para estabelecer uma marca na cidade. Segundo a ministra Izabella Teixeira, o projeto é amplo. “Sustentabilidade não é uma agenda de ambientalistas, é uma agenda do Brasil”, finalizou.

Mais informações:
www.passaporteverde.gov.br
www.facebook.com/passaporteverde

Matéria publicada no site:
http://mercadoeeventos.com.br/site/noticias/view/85107

CTur debate “Guia de Turismo – O agente do turismo receptivo”

30 maio

Irma Karla Barbosa, da Fenagtur, Vivianne Martins, presidente da ABGEV e Leonardo Fonseca, da assessoria de Turismo e Hospitalidade da CNC

Nesta quarta-feira (30), na sede da CNC (Conselho Nacional do Comércio), o CTur (Conselho de Turismo), dando continuidade ao ciclo de debates sobre o macrotema “Turismo Receptivo e Capacitação Profissional”, realizou palestra na sede da entidade, no Rio de Janeiro, com o tema “Guia de Turismo – O agente do turismo receptivo”, ministrada por Irma Karla Barbosa, presidente da Fenagtur (Federação Nacional dos Guias de Turismo).

Durante a palestra, Irma pontuou a ausência de representantes do Ministério do Turismo na reunião da CTur e criticou a falta de apoio financeiro e institucional do MTur aos congresso de guias realizados no Brasil.

Além disso, a presidente da Fenagtur definiu o perfil do guia de turismo que, entre diversos aspectos, deve ter conhecimento cultural, dinamismo e iniciativa, e destacou a importância da formação do profissional em um curso técnico e seu cadastramento no MTur para exercer a função legalmente. Irma também comentou sobre os esforços para criar cursos de aperfeiçoamento de guias de turismo já formados. Esse tipo de curso ainda não existe no país. A presidente cogita a possibilidade de firmar parcerias com o Sebrae para a realização dos cursos de capacitação.

“O Ministério do Turismo deve apoiar mais os guias”, defendeu Irma, durante palestra na CNC

Para Irma, é fundamental que o guia ou agência responsável por um grupo de turistas contrate um guia regional em cada local visitado, valorizando o profissional e garantindo uma viagem segura para o visitante, além de manter a credibilidade da agência ou operadora.

Mercado de trabalho

Sobre o mercado de trabalho, a presidente é otimista em relação às diversas vagas que se abrirão para a Copa de 2014 e Olimpíadas, mas ressaltou que, para trabalhar como guia nesse período, é necessário ser cadastrado no MTur, caso contrário, os estudantes ainda não formados podem ser monitores em pontos túristicos fixos. Segundo Irma, o Rio de Janeiro e São Paulo são os estados com maior número de guias internacionais, e a região sudeste e sul são as que permitem aos profissionais trabalharem exclusivamente nesta função, sem precisar de um segundo emprego. “Nessas regiões o profissional freelancer pode ganhar até R$ 5 mil. Já os de agência tem tarifas tabeladas”, explicou.

Outro dado citado é a faixa etária dos guias que, na sua maioria, são da terceira idade. Irma ainda comentou que o inglês e o espanhol são os idiomas mais requisitados, mas, com a Copa, o mandarim e alemão já começam a ser cobrados. Além disso, a presidente apontou uma tendência: “O turismo religioso e esotérico tem crescido muito no Brasil, além do ecoturismo que continua em ascensão”.

Mais informações sobre a Fenagtur:
www.fenagtur.org.br

Matéria publicada no site: http://mercadoeeventos.com.br/site/noticias/view/84982

Expotur 2012 foca no mercado regional

25 maio

Influência italiana e alemã no interior do estado

A Expotur-ES 2012, feira de turismo realizada em Vitória-ES, na Praça do Papa, entre os dias 25 e 27 de maio, reuniu expositores de todos as regiões do estado, além de agentes e operadores. A expectativa dos organizadores é receber cerca de 30 mil visitantes até o final do evento que, nesta edição, aumentou em 1 mil m² a área de exposição. Estiveram presentes o governandor do Estado, Renato Casagrande; o prefeito de Vitória, João Coser; a presidente da Abav-ES, Elvira Altoé; o secretário de turismo, Alexandre Passos, além de agências de viagens e operdoras.

O evento espera movimentar cerca de R$ 13 milhões em negócios nos próximos 12 meses. Além disso, a feira visa mostrar ao capixaba o que seu estado tem a oferecer, estimulando o turismo interno. Com o crescimento da feira, Vitória vai receber um Centro de Convenções com 15 mil m², que deve ficar pronto até 2014.

O secretário de turismo Alexandre Passos

A feira também quer atrair visitantes de todo país para o estado, e estabelecer parcerias na região sudeste, com a criação de circuitos interligados. “Estamos desenvolvendo o circuito religioso, em conjunto com Rio de Janeiro e São Paulo. Ainda faremos o circuito do Caparaó e o circuito do trem, em parceria com Minas Gerais, e esperamos fazer o lançamento na próxima edição da Abav”, adiantou o secretário de turismo. “A região sudeste precisa se integrar. Temos mais mercado do que muitos países da Europa”, concluiu Passos.

Espaço para debates e capacitação

Para a próxima edição, em parceria com o Sebrae e a secretaria de Turismo, os organizadores pretendem incluir novamente a realização de fóruns e debates, além de investir na capacitação de agentes, hoteleiros, artesãos, entre outros. Para a presidente da Abav-ES, Elvira Altoé, a feira apresenta o Espírito Santo para o capixaba e para os agentes, que ainda não conhecem toda a diversidade da região. Sobre a Copa de 2014, a presidente contou que´a cidade concorre para ser uma das sedes para equipes que diputarão o Mundial, com o complexo hoteleiro Parque do China, que sofreu reformas para atender as especificaçãoes da Fifa.

Artesanato regional exposto na feira

Durante o discurso de abertura, o prefeito de Vitória, João Coser, destacou o potencial turístico de cada região, e Vitória como destino de negócios e lazer. O governador Renato Casagrande incentivou a profissionalização do artesanato. “Foi lançado o Catálogo do Artesanato Capixaba, em português e inglês, reunindo 268 artesãos expondo seus produtos e valorizando a cultura regional”, declarou. Casagrande também anunciou a realização de um plano de marketing para promover o estado. “A nossa identidade está na diversidade e nós vamos nos reposicionar cada vez mais no cenário nacional”, afirmou.

Novidades – Segundo o ex-predidente da Abav-ES, Edson Ruy, Vitória deverá construir um porto para receber dois navios de cruzeiro, na região da Praça do Papa. Ruy, que é dono da operadora e consolidadora Intercontinetal, também anunciou a inauguração, em junho, de uma filial em Brasília.

Confira também a galeria de fotos nesse link: http://mercadoeeventos.com.br/site/Noticias/view/84817

Matéria publicada no site: http://mercadoeeventos.com.br/site/Noticias/view/84823

Dubai promove road show e apresenta novidades para agentes

23 maio

Turismo de Dubai apresenta atrativos do destino no Copacabana Palace

Aconteceu nesta quarta-feira (23), o Roadshow promovido pelo Departamento de Turismo e Marketing de Dubai (DTCM), em parceria com a Emirates e com a operadora Royal Arabian Tour, no hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Estiveram presentes o diretor do DTCM, Saleh Mohammed Al Geziry; o diretor regional do DTCM, Nayef Ibrahim; Omar Mezaina, da Imigração de Dubai; a diretora da vendas do Convention Bureau de Dubai, Karina Lance; o diretor geral da Emirates para o Brasil, Ralf Aasmann e a diretora de vendas da Royal Arabian Tours, Heidy Nass, além de agentes e operadores.

O evento contou com workshop seguido de jantar com apresentação das novidades do destino. Segundo Ralf Aasmann, da Emirates, a rota Dubai-Rio-Buenos Aires, operado pela companhia desde janeiro tem tido ocupação média de 70%, alcançando lotação máxima no trecho Rio-Buenos Aires durante os feriados e finais de semana. “Esse vôo ajudou o Rio de Janairo a se conectar com o Oriente Médio e Ásia”, afirmou o executivo. Aasmann ainda declarou que as equipes de vendas de São Paulo e Rio continuarão promovendo a companhia pelo país, mas que um novo vôo talvez só seja operado dentro de três anos e que a empresa busca novos mercados em outras cidades da América Latina. A novidade é a aquisição de 69 novas aeronaves A380, que devem chegar nos próximos meses.

Ralf Aasmann, diretor geral da Emirates no Brasil

Dubai para todos os bolsos

De acordo com o diretor do DTCM, Saleh Mohammed, o aumento de visitantes brasileiros, o vôo direto da Emirates e o potencial de crescimento do mercado incentivam ações promocionais do Turismo de Dubai no Brasil. Embora a cidade dos Emirados Árabes pareça um destino de luxo, Mohammed destacou a hotelaria variada, que vai de duas à sete estrelas. “Não somos um destino inacessível. Estamos aqui para mostrar todas as possibilidades aos agentes e provar que é um destino para todos os bolsos”, declarou. De acordo com Omar Mezaina, da Imigração de Dubai, entraram no país 186 mil brasileiros e 31 mil se hospedaram na cidade.

A Royal Arabian Tours é a primeira operadora de Dubai a se instalar no Brasil. “O Brasil está forte, por isso começamos uma representação no país em janeiro, com sede em São Paulo, e estamos prospectando o mercado”, explicou Heydi Nass, diretora de vendas da Royal Arabian Tours.

Karina Lance, do Convention Bureau de Dubai apresenta atrativos

Segundo Karina Lance, do CVB de Dubai, o aeroporto internacional da cidade vai inaugurar, ainda este ano, um novo terminal exclusivo para receber aeronoves A380. Além disso, a executiva destacou a variedade de atrativos de Dubai, que oferece desde turismo de compras até esportes de aventura e a grande oferta de hotelaria, com 578 hotéis e 75.580 quartos. “Nossa sugestão é misturar o tradicional com o moderno”, declara.

Mais informações:
www.dcb.ar
www.definitelydubai.com

Matéria publicada no site: http://mercadoeeventos.com.br/site/noticias/view/84751